sábado, 7 de janeiro de 2017

Panasonic Lumix GH5: isso muda tudo! (parte 2)

fonte: http://www.panasonic.com/global/consumer/lumix/lumix-gh5.html

No seguimento de cinema para gente grande a ARRI continua no Olimpo. Seguida de perto pela PANAVISION e pela RED. De uns anos para cá diversificou sua linha de câmeras com o DNA de cinema de película e inovou lançando modelos mais compactos e de custo mais baixo, atraindo que sonha com os modelos top. Se eu fosse fazer documentário para a National Geographic ou cinema com muita grana no bolso iria com uma ARRI ALEXA 65 e um jogo pornograficamente caro de lentes da mesma marca. Nada como a sensação de estar sentado no meio da savana sobre uma maleta com um milhão de dólares em lentes e câmera. Brincadeiras à parte, elas são o que há de melhor ha quase 100 anos.

Bom... quem sobrou? Ah sim! A nova vizinha do quarteirão.
A BLACKMAGIC começou timidamente mas de maneira inteligente e focada, criando produtos para resolver nossos pequenos problemas na área de apoio à captação e edição de imagens. Seus produtos fazem o que os outros das irmãs maiores fazem também, só que de forma muito mais barata e descomplicada. Aí ela se complicou e resolveu avançar no almoço das irmãs maiores. Fazem três anos que ela lançou, não sem problemas de entrega e recalls, sua primeira câmera de vídeo. E até hoje continua meio atrapalhada. Mesmo tendo conquistado o nicho dos produtores de vídeo de baixo orçamento e de pequenos estúdios de TV universitária e corporativa, suas câmeras ainda são uma incógnita em termos de futuro, qualidade e assistência técnica. Seu modelo de topo, a URSA na versão para cinema é um pouco mais madura. Mas ainda vê narizes torcidos entre os DP’s e Diretores acostumados com ARRI ou RED.  O que eu levaria deles para um deserto? As simpáticas, robustas e descomplicadas caixinhas de conversão, distribuição e captação de imagens. Sem medo de ser feliz.

Faltou alguém? Sim como não! A JVC meu povo! Cri...cri...cri... Silêncio. Mistério. AJVC é uma excelente marca. Mas parece que só os japoneses ousam a usar. Lá existem diversos canais de televisão que usam JVC e Panasonic. Essa última sendo o braço tecnológico de engenharia e inovação da estatal de TV NHK. Sim eles inventaram a primeira câmera comercial de TV em HD, 4K, 8K e já devem estar nos 16K. Mas só pra japonês ver. Ponto. O dia que eu for filmar em Marte, nas novas colônias a serem criadas por lá peço ajuda a elas para desenvolver um equipamento absolutamente fantástico.

[Anterior]  [Próximo]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação! Asim que eu puder, vou responder! Volte sempre!

Marcelo Ruiz

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.