27/04/2017

Lentes BCTV em câmeras DSLR Micro 4/3 (Final)

Dimensões gerais para uma ergometria similar às câmeras de ombro ENG (Reportagem) Arte: Marcelo Ruiz
E com esse post chegamos ao fim da saga amigos! Nos oito artigos anteriores (que podem ser lidos seguindo os links no final do texto) discutimos diversos aspectos da utilização das fantásticas lentes broadcast TV em câmeras DSLS de sensor Micro 4/3. Neles estão fotos e minhas impressões a medida que a adaptação e as pesquisas foram avançando. Não foi tarefa fácil, mas também não é nenhuma engenharia de foguetes!. Com paciência e determinação e as dicas contidas nesses nove capítulos qualquer pessoa com alguma experiência em equipamentos de vídeo conseguirá ter sucesso. As pegadinhas que encontrei pelo meio do caminho já deixei avisadas e solucionadas aqui.

Para finalizar, deixo a vocês os desenhos e croquis detalhando medidas, lista de peças e como interligar todos os equipamentos do rig em uma única bateria. Esse e a solução para a visualização das imagens, já que com a câmera corretamente pousada no ombro, torna impossível o uso do LCD ou ocular da mesma, foram os que deram mais trabalho. E sem as soluções que encontrei, embora as lentes sejam tudo o que queremos para o trabalho de documentário ligeiro e vídeo-jornalismo, sem poder ter o sistema com a mesma praticidade de uma câmera ENG, não servem de muita coisa.

A montagem do rig fica até bem mais simplificada e com menos componentes que certas montagens usadas mais para cinema e produção de comerciais. Arte: Marcelo Ruiz
O único detalhei mais complicado na parte de alimentação é a adaptação do conector padrão da lente (Hirose 8 ou 6 pinos) já que não se acha aqui no Brasil o conector fêmea para montar um cabo. E comprando lá fora ele acaba saindo mais caro que a lente usada.
Pra finalizar, alerto sobre a parte mais complicada da montagem. As lentes BCTV Canon, Fujinon ou JVC são todas conectadas as câmeras por um cabo com um conector HIROSE de 8 ou 6 pinos. Como não se acha a fêmea dele para fazer o cabo de alimentação do servo e para usar o botão REC ON/OF, o jeito é improvisar, cortar o cabo rente ao conector, identificar os fios e montar dois conectores P4 desses usados em câmeras de CCTV no lugar. Isso requer atenção para identificar os cabos e a polaridade. Ligar a lente a uma bateria de 12V invertendo os polos queimará imediatamente o circuito do servo. E para consertar vai ficar mais caro que o valor da lente. Quanto a lente, só relembrando que deve ser Bocal B4 e 2/3" e obrigatoriamente devem ter o duplicador de zoom junto ao flange de encaixe na câmera. Lentes sem duplicador e para sensores de 1/2" não funcionarão por causa do tamanho do sensor Micro 4/3, deixando um vignetting tão grande que a imagem será apenas um circulo no meio do LCD comas bordas pretas. 

Grande abraço e se gostou dos artigos e acha o blog útil pode fazer uma doação para ajudar na manutenção. O botão está lá em cima no início da página ao lado direito.

[Anterior]  Fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação! Asim que eu puder, vou responder! Volte sempre!

Marcelo Ruiz